Construção civil: projeção é melhor do que o presente
Logotipo Metro Modular

Construção civil: projeção é melhor do que o presente

A projeção para o futuro da construção civil tem se mostrado melhor que o presente. É o que aponta duas das principais pesquisas sobre o setor – a Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), e a Sondagem da Construção do Instituto Brasileiro de Economia (Ibre) da FGV – que revelam que a situação presente o segmento não é favorável, mas que o semestre em cursos tende a ser melhor.

 

A conclusão foi obtida através de entrevistas com 501 empresas ouvidas pela CNI e 698 pela FVB, sendo que o levantamento do CNI mostra um nível de atividade inferior a 50 pontos (abaixo disso é considerado queda da produção) em todos os itens pesquisados, sendo que tanto as pequenas quanto as médias e grandes empresas registraram baixa atividade em janeiro. Nos subsetores construção de edifícios, obras de infraestrutura e serviços especializados a situação é insatisfatória.

 

O mesmo aponta a pesquisa da FGV, no entanto, o ritmo negativo registrado nos últimos meses deve ceder, sugerindo que o setor passe da queda para a estabilidade.

 

Tato no levantamento da FGV quando da CINI, as perspectivas para este semestre são melhores. Para a CNI, empresas de todos os tamanhos e segmentos da construção civil têm expectativas favoráveis, sendo que os mais otimistas atual com obras de infraestrutura.

 

Mas vale lembrar que, a construção depende, acima de tudo, do ritmo da atividade econômica, que é considerado incerto para esse ano.