Cresce a participação de mulheres na Construção Civil
Logotipo Metro Modular

Cresce a participação de mulheres na Construção Civil

A participação das mulheres na construção civil vem crescendo de forma progressiva nos últimos anos e este fato foi refletido no aumento da procura de mulheres por cursos de pedreiro polivalente, gesseiro e aplicador de revestimento mecânico oferecidos pela Fundação Municipal do Trabalho (Fundat). Segundo dados da fundação, 50% dos interessados pela aula são mulheres.

 

As mulheres que procuram os cursos são donas de casa, artesãs, domésticas, entre outras ocupações. No curso de aplicador de revestimento cerâmico 50% são mulheres e as construtoras tem preferido contratá-las para essa função pelo fato de serem mais detalhistas, economizarem material, além de fazerem o serviço com maior perfeição.

 

Em 2008 havia 22.000 mulheres no setor da construção civil, de acordo com dados da Fundação Seade. Em 2011, esse número passou para 30.000, representando 0,7% do total e tendo crescimento de 20% no último ano. A falta de mão de obra é um dos grandes motivos para a entrada da mulher no setor, que tem déficit de 250.000 trabalhadores, o que justifica a alta dos salários, grande atrativo tanto para homens quanto para mulheres.