Dores são as principais causas de afastamento
Logotipo Metro Modular

Dores são as principais causas de afastamento

As dores e inflamações (musculares, nas costas, ombros, juntas e tendão) são a principal causa de falta e afastamento no setor da construção civil, representando 42,7% do total. As informações são de uma pesquisa realizada pelo Iepac (Instituto de Ensino e Pesquisa Armênio Crestana) com base nos atestados de afastamento fornecidos aos trabalhadores do setor da construção civil pela unidade central do Sencoci-SP durante o ano de 2012.

 

Contusões, entorses, traumatismos e ferimentos são a segunda causa (13,1%), seguidas de problemas gastrointestinais (10,8%).

 

Os atestados analisados foram os que tiveram duração máxima de 15 dias, justamente que trazem ônus para as empresa, sendo que a maioria (60,5%) era de apenas um dia. A pesquisa também apontou que a segunda-feira é o dia em que há mais desfalques. Já os meses em que há mais faltas são fevereiro, janeiro e julho, respectivamente.

 

Uma forma de amenizar esses problema e gerar economia com a mão-de-obra no setor da construção civil é utilizar os sistema de formas plásticas para  paredes de concreto moldadas in loco, já que a leveza das formas não exige muito esforço dos trabalhadores, além de reduzir a quantidade de trabalhadores. “Por serem leves, não há necessidade de guindaste para movimentação das peças e a descarga também é muito fácil. Com duas ou três pessoas é possível retirar o painel, que já vem pré-montado, e transportá-lo ao local em que ele será montado”, explica Edenilson Rivabene, gerente de planejamento da Metro Modular.