Metro Modular exporta formas para Moçambique
Logotipo Metro Modular

Metro Modular exporta formas para Moçambique

A necessidade de reduzir custos e otimizar o tempo de construção de casas populares está cada vez mais presente não só no Brasil mas também em países da África. Por isso, construtoras do continente têm procurado no Brasil novas opções para construção de moradias populares.

 

É o caso de uma construtora de Moçambique, que veio ao Brasil para procurar fornecedores de insumo para a construção de casas populares no país. Entre elas estão as formas plásticas Metro Modular para parede de concreto, que serão utilizadas na construção de casas populares. “O padrão em Moçambique é bem diferente do Brasil. Geralmente as casas populares possuem cômodos grandes com três dormitório e é comum que famílias inteiras morem na mesma casa. Entretanto, como é o primeiro projeto que usará nossas formas, as casas que serão construídas terão dois dormitórios”, conta Edenilson Rivabene, gerente de planejamento da Metro Modular.

 

A exportação do sistema de formas abre novas possiblidades para a empresa. “Esse projeto abre novas possibilidades para a empresa e para o próprio mercado de construção daquele país, já que estamos levando uma tecnologia inédita que apresenta uma série de vantagens, especialmente quando pensamos em projetos habitacionais”, comenta Rivabene.

 

Ele lembra que o Brasil domina a tecnologia voltada ao concreto e que o sistema de formas plásticas para paredes de concreto torna-se vantajoso na medida em que garante rapidez na construção, reduz gastos com energia, além do fato das formas serem facilmente transportadas e manipuladas. “As formas são extremamente leves e fácil de serem transportadas e manipuladas, características que tornam seu uso extremamente vantajoso. Além disso, por não exigirem mão de obra qualificada, elas reduzem significativamente os custos da obra”, finaliza.