Nova classe média atrai indústria da construção civil
Logotipo Metro Modular

Nova classe média atrai indústria da construção civil

Há 10 anos atrás, 90% dos novos prédios construídos eram voltados para as classes A e B, mas fatores como melhorias socieconômicas, programas governamentais de habitação popular e facilidades de crédito imobiliário, fez com que o cenário mudasse radicalmente. O resultado é que, em 2012, 75% dos prédios em construção no país foram voltados para as classes C e D. Os dados são da Empresa Criactive.

 

Segundo a engenheira civil Cristina Della Penna, diretora da Criactive, em entrevista ao Estado de S. Paulo, isso tem feito com que muitas empresas do ramo da construção civil estejam "mudando o foco" e lançando mais empreendimentos para a nova classe média.

 

Para conseguir um preço final mais baixo, as construtoras usam sistemas diferentes quando a obra é "de interesse social". "Setenta e quatro por cento dessas obras utilizam alvenaria estrutural", afirma a engenheira. "Se pensarmos no alto e médio alto padrão, a tecnologia mais utilizada é concreto armado, em 69% dos casos analisados."

 

Nesse sentido, a Metro Modular, empresa especializada na fabricação de formas plásticas, paredes para concreto moldada in loco, tem visto o uso deste sistema e das formas plásticas se popularizem cada vez. “Esse sistema traz inúmeras vantagens como velocidade no tempo da obra, maior controle no uso do material necessário à construção e menor especialização da mão de obra. Nesse contexto, em que as construtoras precisam construir rápido e de forma mais econômica, elas passaram a ser vantajosas para o mercado”, comenta Edenilson Rivabene, gerente de planejamento da Metro Modular.